domingo, 5 de junho de 2016

Bitcoin atinge maior alta desde agosto de 2014 Matéria completa: http://canaltech.com.br/noticia/mercado/bitcoins-atingem-maior-alta-desde-agosto-de-2014-67775/ O conteúdo do Canaltech é protegido sob a licença Creative Commons (CC BY-NC-ND). Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.




Os negociantes e investidores que apostaram nas Bitcoins tiveram um ótimo final de semana. Uma alta de 15% no valor das moedas virtuais, que começou na sexta-feira (27), levou sua cotação à maior alta já registrada desde agosto de 2014. Na tarde de domingo, ela era negociada a US$ 530, aproximadamente R$ 1.913. No momento em que esta reportagem é escrita, a moeda já contava com uma pequena baixa, mas ainda mantinha um valor bastante interessante para quem trabalha com esse mercado: US$ 523. O valor se manteve estável durante todo o domingo (29), com redução de apenas 0,1% em seu valor total. Um dos principais motivos para esse aumento, apontam os analistas, foi um súbito interesse do mercado chinês pela moeda virtual. As razões para isso não são exatamente conhecidas, mas estariam relacionadas à queda do yuan perante o dólar norte-americano ou a um grande movimento de empresas e startups levando investimentos para fora do país, e encontrando nas Bitcoins uma maneira segura, simples e, acima de tudo, pouco tributada de levar fundos para o exterior. Outro ponto considerado pelos especialistas é a ascensão do Etherium, outra criptomoeda que vem ganhando o interesse de grandes empresas como Deloitte, Microsoft e IBM. A ideia, aqui, é que o sistema possa ser usado não apenas para pagamentos e envio de dinheiro para o exterior, mas também na validação de contratos, acordos e qualquer tipo de negociação que exija um sistema aberto e transparente para verificação e garantia de segurança. A chegada das empresas nesse mercado foi acompanhada, na última semana, pelo anúncio de que a Coinbase, uma das principais bolsas de negociação e conversão de Bitcoins, ter anunciado que passaria a dar suporte também ao Etherium. O preço da moeda, em si, caiu um pouco, mas a ideia por trás da redução seria a perda de interesse pelos usuários mais puristas que, assim como no caso da moeda mais famosa, costumam deixar o sistema de lado sempre que ele se aproxima de empresas e se torna mais próximo de uma “oficialização”. Apesar das diversas especulações, como todo novo mercado, é difícil chegar a uma conclusão precisa sobre o que, exatamente, levou a essa alta nas Bitcoins. Não que os entusiastas do criptodinheiro estejam se importando muito com isso, claro, uma vez que a alta levou o total global de moedas a ultrapassar a marca dos US$ 8 bilhões e fez com que o sistema voltasse a aparecer na imprensa, o que sempre leva a um maior interesse, mais transações e, possivelmente, aumentos. A última vez que as Bitcoins foram negociadas por um valor tão alto foi em agosto de 2014, quando cada unidade chegou a valer US$ 532. O período foi considerado o “auge” da criptomoeda, quando bancos e governos internacionais ainda começavam a verificar sua validade, e antes de escândalos e falhas de segurança que levaram à perda de dinheiro e uma desconfiança sobre o futuro do sistema. Fonte: Quartz 

Matéria completa:
http://canaltech.com.br/noticia/mercado/bitcoins-atingem-maior-alta-desde-agosto-de-2014-67775/
O conteúdo do Canaltech é protegido sob a licença Creative Commons (CC BY-NC-ND). Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário